Login

25-PAEC_assinatura-visual_azul (2)

25° PRÊMIO ARTE NA ESCOLA CIDADÃ

Há vinte e cinco anos, o Prêmio Arte na Escola Cidadã valoriza, incentiva e bonifica boas ações de Arte, Educação e Cultura. Esse projeto foi pensado e idealizado por Evelyn Ioschpe, que dedicou décadas de sua vida ao seu sonho de provar que a arte pode e deve ser acessível a todos, fazendo frente a um movimento que muito contribuiu para qualificar e valorizar a educação por meio da arte e da cultura.

Para celebrar a chegada dos 25 anos, em 2024, o Prêmio lança uma sexta categoria. Além das cinco categorias já existentes: Educação Infantil, Ensino Fundamental 1, Ensino Fundamental 2, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA), agora temos a categoria Educação Não Formal

Todos os inscritos receberão um Material Educativo Digital e um (Per)curso Online inspirados no trabalho do COLETIVO MAHKU, coletivo de artistas  homenageado nesta edição.

QUAIS SÃO OS PRÓXIMOS PASSOS?

Os projetos inscritos no prazo de 19 de junho a 15 de julho, vão passar pelas Comissões de Avaliação Regional.

Serão considerados finalistas os projetos selecionados pelas Comissões de Avaliação Regionais dos Polos Universitários da Rede Arte na Escola, segundo os critérios estabelecidos no Artigo 11º do Regulamento.

QUANDO SAI A LISTA COM OS FINALISTAS?

A lista com os projetos finalistas ficará disponível dia 30 de julho.

Pela primeira vez, o Prêmio Arte na Escola Cidadã homenageia um coletivo indígena. O Coletivo Mahku – Movimento de Artistas Huni Kuin, é um coletivo de artistas indígenas da etnia Huni Kuin- que na língua hantxa kuin, da família linguística pano, significa “gente verdadeira”- e que também são conhecidos como Kaxinawá, originário da Aldeia Chico Curumim, no Alto do Rio Jordão, no Acre.

Juntos, criam obras que são construídas com cores vivas e formas diversas para apresentar cantos de cura de seu povo, visando fortalecer a tradição e o idioma Huni Kuin por meio da arte.

Mantenedora:

1

Realização:

2

Apoio:

3